Off

Selvagens, A Última Fronteira volta aos ecrãs de televisão

Data de 2007 e é uma das primeiras produções da Blablabla Media. Ao fim de quase uma década e meia, o premiado documentário regressa hoje aos ecrãs da RTP

A trinta graus do Equador e a oitenta milhas da civilização mais próxima (Tenerife) esconde-se a fronteira mais a sul de Portugal: dois rochedos desprotegidos e inóspitos, plantados em pleno Oceano Atlântico, mais perto das Canárias do que do arquipélago da Madeira. Ali não há telefones, a água é a que sobra da chuva, a eletricidade vem do sol e só existem duas casas. Uma pertence ao governo, a outra a um casal de ingleses. Eis o mote de Selvagens, A Última Fronteira, de Filipe Araújo.

Vencedor de dois prémios, seleção oficial em festivais espalhados por três continentes e com projeções em salas e eventos como o Circulo de Bellas Artes, em Madrid, ou o Forum Universal das Culturas, da UNESCO, no México, o documentário volta hoje a emissão na antena da RTP2. Com música original de Ana Araújo e pesquisa e coordenação de Micael Pereira.