ENGLISH /// Co-founder of the production company Blablabla Media, Filipe Araújo is a Portuguese film director, scriptwriter and independent producer from Lisbon, Portugal, with a ten years’ experience in journalism. Up to day, his work in film was distinguished with four first prizes [Temps d’Images’ Best Portuguese Film – 2014, MUVI Lisboa’s Grad Prize Award – 2014, FEST’s Grand Prize Award – 2007, and the Impresa’s Convergence Award – 2007], one honorable mention [IV Oeiras’ Short Film Festival, 2005], two nominations to “Best film on art” [Temps d’Images, 2011, 2014], dozens of participations in international festival’s Official Selections and showings in venues such as Casa del Cinema (Rome, Italy), Círculo de Bellas Artes (Madrid, Spain), Filmoteca Española (Madrid, Spain) or the Unesco’s Universal Culture Forum (Monterrey, Mexico)

Co-founder of the production company Blablabla Media, Filipe Araújo is a Portuguese film director, scriptwriter and independent producer from Lisbon, Portugal, with a ten years’ experience in journalism. Up to day, his work in film was distinguished with four first prizes [Temps d’Images’ Best Portuguese Film, MUVI Lisboa’s Grad Prize Award, FEST’s Grand Prize Award, and the Impresa’s Convergence Award], one honorable mention [IV Oeiras’ Short Film Festival, 2005], two nominations to “Best film on art” [Temps d’Images, 2011 and 2014], dozens of participations in international festival’s Official Selections and showings in venues such as Casa del Cinema (Rome, Italy), Círculo de Bellas Artes (Madrid, Spain), Filmoteca Española (Madrid, Spain) or the Unesco’s Universal Culture Forum (Monterrey, Mexico).

FILIPE’S PAST IN THE MEDIA

PRESS: After debuting as journalist in the daily newspaper A Capital (1996-1999), Filipe Araújo insured two weekly pages at Grande Reportagem magazine and 24 Horas newspaper, wrote for publications such as Jornal de Letras and Público newspapers, and collaborated with Sábado, Visão, FHM, Notícias Magazine, NS, Dia D, Ed., Pública and Fest Forward magazines.

RADIO: At the turn of the Millennium, integrated the Radio RAI Uno’s weekly program Oggi 2000 and became the voice of the Portuguese web portal Clix. More recently, signed four weekly commentaries in the Portuguese news-radio TSF and narrated three institutional spots for the Calouste Gulbenkian’s Fundation.

TELEVISION: After working for the first Portuguese news channel, CNL (1999), Filipe Araújo moved to Rome, where he did a professional internship in the Italian public television, RAI (2000). In February 2007, SIC Notícias exhibited his first documentary film, The Final Frontier. It was the third most watched program of the day. Since that year, his documentary works and short-films have been broadcasted by RTP (the Portuguese public television) and other TV networks from Spain and South Africa.

INTERNET: In between 2002 and 2004, Filipe Araújo was editor-in-chief and reporter of the first Portuguese web-based television, Clix TV. During two years, he wrote and edited the official Portuguese Summer Festivals’ website, worked for Clix (the second biggest Internet provider in Portugal) and collaborated with the lifestyle webzine Le Cool Magazine. Later in 2007, in a regular collaboration from Spain to Expresso newspaper, he also signed with French photographer Guillaume Pazat the first videocast series from the Portuguese press, Madrid Expresso.

STUDIES

Degree in Media Studies, by the Catholic University of Lisbon (Portugal). Erasmus student for one year at the LUMSA University, in Rome (Italy). Master in Documentary Cinema Direction, by TAI — Escuela de Artes y Espectáculos de Madrid (Spain), with maxim distinction.

TRIVIA

Filipe Araújo was one of the first “solo journalists” from Portugal publishing simultaneously in three different supports. Besides filmmaking, lectured Cinema and TV Direction in a master at the Catholic University of Lisbon and represented Portugal as Erasmus Ambassador for the 25th Anniversary of the largest mobility Programme of the world. In December 2015, he was the feature films competition’s jury in MUVI Lisboa international film festival.

 

Header-press-1

PORTUGUÊS /// Actualmente a viver entre Lisboa e Madrid, Filipe Araújo [1977] é realizador, produtor independente e guionista, tendo dedicado antes disso uma década da sua vida ao jornalismo, que explorou nas vertentes de imprensa, rádio, televisão e Internet. No final de 2005, criou a marca Blablabla Media com o jornalista, escritor e guionista João Lopes Marques. É através desta chancela, constituída produtora em 2007, que realiza e produz parte dos seus documentários, ficções e demais formatos audiovisuais. Da sua filmografia, conta já com quatro primeiros prémios, dezenas de participações em selecções oficiais de festivais internacionais e variadas projecções em salas e eventos de prestígio, como o Circulo de Bellas Artes ou a Filmoteca Española, em Madrid; a Casa del Cinema, em Roma; e o Forum Universal das Culturas, produzido pela UNESCO, em Monterrey, México. Para além da realização, lecciona ainda, desde 2011, a cadeira de Realização Cinematográfica e Televisiva no Mestrado em Ciências da Comunicação, da Universidade Católica de Lisboa, e representa Portugal na Comissão Europeia enquanto Embaixador Erasmus para as comemorações do 25º aniversário do maior Programa de mobilidade académica do mundo

Actualmente a viver entre Lisboa e Madrid, Filipe Araújo [1977] é realizador, produtor independente e guionista, tendo dedicado antes disso uma década da sua vida ao jornalismo, que explorou nas vertentes de imprensa, rádio, televisão e Internet. No final de 2005, criou a marca Blablabla Media com o jornalista, escritor e guionista João Lopes Marques. É através desta chancela, constituída produtora em 2007, que realiza e produz parte dos seus documentários, ficções e demais formatos audiovisuais. Da sua filmografia, conta já com quatro primeiros prémios, dezenas de participações em selecções oficiais de festivais internacionais e variadas projecções em salas e eventos de prestígio, como o Circulo de Bellas Artes ou a Filmoteca Española, em Madrid; a Casa del Cinema, em Roma; e o Forum Universal das Culturas, produzido pela UNESCO, em Monterrey, México. Para além da realização, lecciona ainda, desde 2011, a cadeira de Realização Cinematográfica e Televisiva no Mestrado em Ciências da Comunicação, da Universidade Católica de Lisboa, e representa Portugal na Comissão Europeia enquanto Embaixador Erasmus para as comemorações do 25º aniversário do maior Programa de mobilidade académica do mundo.

PASSADO NOS MEDIA

IMPRENSA: Depois de se iniciar na imprensa diária, no já extinto jornal A Capital, onde esteve durante quatro anos (1996-99), assegurou dois espaços fixos na revista Grande Reportagem e no diário 24 Horas. Colaborou, pelo caminho, com o Jornal de Letras e o Público, as newsmagazines Sábado e Visão, e as revistas FHM, Notícias Magzine, NS, Dia D, Ed., Pública, Expresso e Fest Forward.

RÁDIO: Integrou a equipa do Oggi 2000, da Radio Rai 1, e assinou quatro comentários semanais na TSF, ao lado do CEO da YDreams, António Câmara, e do sociólogo da comunicação, Gustavo Cardoso. Foi a voz do portal Clix, fez dobragem em Espanha e narrou duas publicidades institucionais para a Fundação Gulbenkian.

TELEVISÃO: Em 1999, passou pelo canal de notícias CNL, e, durante o ano 2000, integrou a equipa de jornalistas da RAI, a partir de Roma. Estreou na SIC Notícias o seu documentário Selvagens: A Última Fronteira, em Fevereiro de 2007, e assistiu à primeira transmissão fora da Europa de um filme seu em 2010. African Parade foi emitido na África do Sul. Recentemente, viu três dos seus filmes serem adquiridos pela RTP. A mais recente longa-metragem documental que realizou, A Sétima Vida de Gualdino, estreou na televisão pública a 5 de Abril de 2014.

INTERNET: Entre 2002 e 2004, foi editor e repórter da primeira televisão portuguesa via Web, a Clix TV. Durante dois anos, editou o site oficial dos Festivais de Verão portugueses no Clix e colaborou com a webzine de lifestyle Le Cool Magazine. Já em 2007, co-produziu e realizou a série documental, Madrid Expresso. Os 16 episódios publicados online com a chancela do jornal Expresso representaram o primeiro videocast de sempre da imprensa portuguesa.

HABILITAÇÕES LITERÁRIAS

Licenciatura em Comunicação Social e Cultural, na Universidade Católica Portuguesa de Lisboa, com frequência do quinto ano do curso de Ciências da Comunicação, na LUMSA, em Roma, Itália, ao abrigo do programa Erasmus. Mestrado em Realização de Cinema Documental, na TAI — Escuela de Artes e Espectaculos de Madrid, em Espanha, com a distinção máxima.

TRIVIA

Filipe Araújo foi um dos primeiros repórteres multimédia portugueses a publicar simultaneamente em três suportes. Para além da realização, leccionou a cadeira de Realização Cinematográfica e Televisiva no Mestrado de Ciências da Comunicação, da Universidade Católica de Lisboa, e representou Portugal enquanto embaixador Erasmus para os 25 anos do maior programa de mobilidade do mundo. Em Dezembro de 2015, foi júri da secção de longas-metragens no festival internacional MUVI Lisboa.

Some broadcasters and clients

Faixa4-Logos